Sesc SP

Esta atividade faz parte da

Sesc Jazz 2019 - A segunda edição do Sesc Jazz reúne artistas de quatro continentes para mostrar as vertentes da produção contemporânea saiba mais

jonathan e Kristóf

Jonathan Ferr (Brasil – RJ)

Alinhado ao jazz moderno, o pianista carioca Jonathan Ferr explora as fronteiras do gênero com o broken beat e outros estilos eletrônicos, e faz a ligação da música com política e espiritualidade, seguindo a trilha de músicos norte-americanos como Alice Coltrane, John Coltrane e Sun Ra.

Ferr é um representante brasileiro do afrofuturismo, movimento que mescla tradições africanas com ficção científica e fantasia para rever o passado negro e criar novas narrativas. Sun Ra foi pioneiro dessa vertente, atualmente explorada por artistas contemporâneos, como os também norte-americanos Flying Lotus e Thundercat.

O músico carioca chama de urban jazz o resultado dessas experimentações, que podem incluir, por exemplo, o vocoder, instrumento que faz com que os timbres da voz soem robóticos. O uso desse recurso pode ser conferido na faixa "Luv is the Way", parceria com Donatinho, que aparece no seu primeiro álbum de estúdio, "Trilogia do Amor", lançado em 2019.

Jonathan Ferr (voz, piano)
Facundo Estefanell (baixo)
Caio Oica (bateria)
Alex Sá (saxofone)

(Foto: Tania Artur)

Kristóf Bacsó Trio (Hungria)

Saxofonista e compositor, Kristóf Bacsó é um nome conceituado do jazz húngaro. Estudou na Academia de Música Ferenc Liszt, de Budapeste, no Conservatório de Paris e no Berklee College of Music, em Boston. Tem 25 anos de carreira e produziu vários álbuns para trios, quartetos e big bands, assinando composições e arranjos.

Já lançou quatro trabalhos próprios, sendo o último com a formação Kristóf Bacsó Trio: "Pannon Blue" (2016), que teve participação do guitarrista Lionel Loueke, de Benim. Os shows no Sesc Jazz terão músicas deste trabalho e outras composições recentes.

O músico, que vem ao Brasil pela primeira vez, define seu estilo como uma combinação entre jazz contemporâneo e sonoridades da Europa Central, como a música folclórica húngara. Suas principais referências nos Estados Unidos são John Coltrane, Miles Davis e Wayne Shorter. E na Hungria, os eruditos Béla Bartók, György Ligeti e Zoltán Kodály.

Kristóf Bacsó (saxofone, efeitos e composição)
Árpád Oláh (teclado)
Márton Juhász (bateria)

(Foto: Zoltan Vancso)

RECADO IMPORTANTE:
Comprou ingresso online? Lembre-se de que é necessário solicitar a emissão do tíquete em uma das bilheterias da rede Sesc para garantir a sua entrada. Para isso, basta ir até uma de nossas Unidades e apresentar um documento com foto. Se preferir fazer isso no dia da atividade, chegue ao Sesc Pompeia com pelo menos 1 hora de antecedência, assim você tem tempo para trocar o seu ingresso na bilheteria, experimentar o nosso cardápio do Bar Café e ainda aproveitar melhor o Sesc Pompeia.

Local: Teatro

Música

Jonathan Ferr (Brasil – RJ) + Kristóf Bacsó Trio (Hungria) 12

Essa atividade aconteceu em 10/10/2019 no Sesc Pompeia.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo