Sesc SP

fundo portal V3

Em 2019, o CEBRAP completará 50 anos de atividade ininterrupta como centro de produção de conhecimento interdisciplinar e arena de debate público sobre os grandes temas nacionais.

O seminário internacional "Democracia à brasileira" discute grandes questões brasileiras a partir de uma perspectiva comparada, reunindo pesquisadores de ponta em suas áreas de atuação e grandes nomes que passaram ou que ainda estão na instituição.

Programação

14/maio – terça-feira

18h – Credenciamento

19h – Abertura
Danilo Miranda (Diretor do Sesc/SP)
Angela Alonso (Presidente do Cebrap)

19h20-19h40: Vídeo Cebrap – 50 anos pensando o Brasil
Depoimento de Elza Berquó e dos presidentes do Cebrap: Fernando Henrique Cardoso; Francisco de Oliveira; José Arthur Giannotti; Fernando Limongi; Alvaro Comin; Paula Montero; Angela Alonso

19h45-21h – Mesa 1: Democracia em crise?
A democracia está em crise? As ameaças à democracia vão além das instituições políticas. As razões da crise são profundas e só podem ser compreendidas se referidas às condições econômicas, sociais e culturais. Restringir-se aos “usuais suspeitos” — como o Brexit, a vitória de Trump, ou os casos de Polônia e Hungria — não é suficiente para dar conta dos desafios postos. 
Mediação: Maria Hermínia Tavares de Almeida (Cebrap/USP)
Conferencista: Adam Przeworski (NYU)

Local: Teatro

15/maio – quarta-feira

9h – Credenciamento

10h-12h – Mesa 2: Instituições políticas brasileiras
O Cebrap participou ativamente do debate político-institucional do país em dois momentos-chave, na transição à democracia e após a aprovação da Constituição de 1988. O objetivo da mesa será o de resgatar essas contribuições e usá-las como ponto de apoio para mapear os diagnósticos correntes sobre a performance do atual quadro institucional brasileiro.
Mediação: Miriam Dolhnikoff (Cebrap/USP)
Fernando Limongi (Cebrap/USP/FGV)
Argelina Figueiredo (Cebrap/IESP)
Maria Hermínia Tavares de Almeida (Cebrap/USP)

14h-16h – Mesa 3: Mobilizações sociais
A sessão aborda as mobilizações políticas contemporâneas, focalizando o modo pelo qual se constroem os problemas públicos, a dinâmica das manifestações sociais no espaço público e as relações entre sociedade civil e Estado.
Mediação: Arilson Favareto (Cebrap/UFABC)
Daniel Cefaï (EHESS)
Angela Alonso (Cebrap/USP)
Adrian Lavalle (Cebrap/USP)

16h30-18h30 – Mesa 4: Desenvolvimento, trabalho e políticas públicas
A mesa discutirá os desafios para os processos de desenvolvimento no século XXI. Qual a importância da inovação para o desenvolvimento econômico dos países? Quais os impactos esperados das novas tecnologias no mundo do trabalho? Quais são as políticas públicas adequadas para apoiar sistemas produtivos do futuro?
Mediação: Carlos Torres Freire (Cebrap)
Elisabeth Reynolds (MIT)
Glauco Arbix (Cebrap/USP)
Alvaro Comin (Cebrap/USP)

Local: Auditório

16/maio – quinta-feira

9h – Credenciamento

10h-12h – Mesa 5: Desigualdades
A mesa tratará das questões relacionadas à trajetória recente da desigualdade no Brasil e no contexto internacional. A democracia é condição suficiente e necessária para a redução das desigualdades? Que processos econômicos e políticos explicam a trajetória recente das desigualdades no Brasil e no mundo? O Brasil é um caso estranho à trajetória da América Latina ou sua trajetória pode ser compreendida à luz das teorias existentes?
Mediação: Marcia Lima (Cebrap/USP)
Pablo Beramendi (Duke University)
Marta Arretche (Cebrap/USP)
Marcelo Medeiros (IPEA)

14h-16h – Mesa 6: Religião, política e espaço público
A mesa pretende refletir sobre a presença política e pública da religião no contexto contemporâneo. Os focos centrais da discussão são a conjuntura político-religiosa atual e as recentes mudanças na articulação entre o secular e o religioso.
Mediação: Mauricio Fiore (Cebrap)
Juan Vaggione (Conicet)
Paula Montero (Cebrap/USP)
Ronaldo Almeida (Cebrap/Unicamp)

16h30-18h30 – Mesa 7: Debates políticos do espaço público
De que maneira questões como raça, desigualdade e crise da democracia surgem na discussão pública? Que tipo de novos obstáculos e potencialidades ao debate surgem quando esses temas emergem no contexto de onda conservadora e de novas formas de informação e de comunicação?
Mediação: Marta Machado (Cebrap/FGV)
Magali Bessone (Paris I)
Marcos Nobre (Cebrap/Unicamp)
Sergio Costa (Cebrap/Universidade Livre de Berlim/Mecila)

Local: Auditório

Inscreva-se aqui ou na Central de Atendimento do Sesc Vila Mariana.

Os valores (R$ 30, 15 ou 9, conforme a categoria) correspondem à inscrição para um dia. Para participar do Seminário na íntegra, o interessado deverá se inscrever nos três dias e pagar o valor correspondente (R$90, 45 ou 27, conforme a categoria). 

(Imagem: Divugação)

Ações para a Cidadania

Democracia à brasileira: CEBRAP 50 Anos Seminário internacional L

Essa atividade aconteceu em 16/05/2019 no Sesc Vila Mariana.

Mas nossa programação não para!
Quer fazer uma nova busca?
Clique em Programação e fique por dentro de tudo o que está acontecendo nas Unidades do Sesc em São Paulo