Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

De fresta em fresta, ideias brotam na cidade

Fotos: André Bueno / Arte: Mildred Gonzalez
Fotos: André Bueno / Arte: Mildred Gonzalez

por Mariana Caires*

De 21 de abril a 1º de maio, o Sesc Interlagos promove mais uma edição da Mostra de Práticas Socioambientais Pétala por Pétala. O tema da vez será A Cidade nas Frestas, que busca explorar alternativas sustentáveis e ambientais que se desenvolvem dentro do contexto urbano.

Serão seis dias de atividades entre oficinas, artes, rodas de conversa e vivências que mostrarão ao público que são das frestas que surgem as novas ideias. Em tempos de escassez de recursos humanos, naturais e financeiros, o público poderá se inspirar em projetos que têm trazido alternativas ao caos das grandes cidades. Entre eles, 15 expositores locais vão mostrar como superam os desafios na cidade cinza para fazer suas ideias aflorarem.

Enquanto as pessoas caminharem pelo Viveiro de Plantas, vão ser surpreendidas com intervenções inusitadas, desde um equipamento eletrônico descartado que agora compõe uma obra de arte até um crochê na árvore. “A ideia é reunir iniciativas que surgiram na cidade e mostrar que tudo pode ser ressignificado, depende do ponto de vista”, conta Ciro Schu, que junto de Marcelo Jackow e com a colaboração de diversos artistas da cidade, preparam a ambientação artística para o evento.

Ciro enxerga o trabalho de resistência como uma alternativa para quebrar o concreto duro que envolve as cidades. “Existem brechas, desde as que fazem com que a natureza consiga brotar, às que fazem com que ideias novas consigam surgir dentro desse sistema que já é tão opressor. É uma metáfora, mas na prática também acontece com vários projetos, ideias, iniciativas principalmente de pequenos grupos que não se conformam em ter que viver ou aceitar esse estilo de vida que a cidade impõe”.

Veja mais sobre a cenografia sustentável criada para o Pétala por Pétala:


Quem faz acontecer

Atuante na região do Jardim Ângela, o Núcleo de Educação Ambiental Ângela de Cara Limpa é uma incubadora de iniciativas que apostam em alternativas de trabalho.

O projeto, como conta a coordenadora Sulália de Souza, auxilia na gestão de empreendimentos sociais e solidários na região do Ângela. “Nossa função é apostar no ser humano, ver suas ideias e junto com elas buscar algo diferente”, explica. Os projetos JRP Tijolos Ecológicos, Reciclângela, Papel de Mulher, Projeto Colmeia e Agroecologia Urbana, incubados atualmente no Ângela de Cara Limpa, serão alguns dos expositores na Mostra, e contarão sua experiência em garantir o sustento 'do lado de cá' da ponte, sem ter que passar 4 horas por dia num ônibus para chegar ao trabalho.

Conheça a incubadora Ângela de Cara Limpa:


O que vem por aí

Da flor que nasce no asfalto às paixões entre passageiros do metrô, muitas frestas garantem nossa humanidade na selva de pedra. “É como se as paredes estivessem desmoronando e as frestas são os buraquinhos onde a gente consegue enxergar o que vem depois”, diz Natalia Garcia, criadora do projeto Cidades para Pessoas, que participa do bate-papo de abertura na quinta-feira, 21 de abril.

“O recorte que o Pétala por Pétala vai fazer é de pessoas que estão inventando formas novas de trabalhar e deixam algum tipo de marca positiva na cidade. Todos os projetos mapeados pelo Pétala por Pétala mostram a capacidade de inovação que a cidade tem”, completa Natalia.

Para trazer o equilíbrio entre cidade e natureza, Peter Webb completa a mesa de abertura com sua experiência internacional na permacultura, compartilhando sua vivência como membro fundador e conselheiro do Instituto Humanaterra. O permacultor conta que, além das frestas físicas, que permitem que as plantas ocupem espaços nos mais variados cenários, ele trabalha com as frestas que existem nas pessoas. “As frestas são momentos e pensamentos que as pessoas têm. A gente pode aproveitá-las pra colocar ideias, símbolos, cores, cheiros, pois através do diálogo, quando frestas se abrem nas mentes das pessoas, elas começam a sentir vivas de novo, saudáveis, criativas”.

Gabriela Ferreira, gestora ambiental e agente de educação ambiental do Sesc Interlagos também destaca o tema desta edição da Mostra. "Neste ano, buscamos dar espaço para novos olhares e novas formas de viver e conviver nos ambientes urbanos, que se apresentam como espaços extremamente desafiadores em relação a sua sustentabilidade. Estamos entusiasmados com a potência deste tema e com o espaço de encontro e reflexão que o evento irá oferecer este ano!"

Esta Mostra será um desses eventos, propício para que as frestas se abram nas nossas mentes e brotem novas ideias, pétala por pétala, até que o cenário da cidade se modifique.

 

o que: Pétala por Pétala: A Cidade nas Frestas
quando:

de 21 a 24 de abril e nos dias 30 de abril e 1º de maio | das 10h às 17h

onde:

Sesc Interlagos | Avenida Manuel Alves Soares, 1100 | 11 5662-9500

ingressos:

Grátis.

 

Mais conteúdos e interações no evento do Facebook.


Veja abaixo o catálogo da Mostra:

_________________________________________________________________________________________________________

*Mariana Caires, 22 anos, mora na Zona Sul de São Paulo, é corinthiana, feminista e jornalista integrante do Periferia em Movimento, coletivo de comunicação, que também participará do Pétala por Pétala, formado por jovens das quebradas da cidade com objetivo de visibilizar quem está na frente de luta pela garantia de direitos, com produção de conteúdo e encontros de aprendizagem. Saiba mais em: www.periferiaemmovimento.com.br.
 

Outras programações