Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Um encontro lúdico com o universo de Eva Furnari

Personagens na Floresta Genealógica<br>Foto: Mariana Krauss/Sesc
Personagens na Floresta Genealógica
Foto: Mariana Krauss/Sesc

Exposição Otrapalhaçãa chega ao Sesc Taubaté, estimulando o hábito da leitura por meio da brincadeira e da interatividade. A mostra segue em cartaz até o dia 21/6.

O Sesc Taubaté foi invadido! Personagens, cenários e histórias criados por Eva Furnari foram espalhados pela bruxinha Zuzu que, como sempre, fez um a maior confusão. Bagunçou até o nome da exposição: Atrapalhação virou Otrapalhaçãa. E a semente de tudo isso saiu da imaginação de uma pessoa. A Eonline conversou com a escritora e ilustradora Eva Furnari para tentar descobrir de onde vem tanta inspiração.

Eva nasceu na Itália e veio para o Brasil com três anos de idade. Sua mãe era austríaca, e na bagagem trouxe também livros de contos de fadas antigos, escrito por Andersen. Foram estas obras, muitas delas lidas diretamente do alemão para o português pela mãe de Eva, que marcaram a infância da escritora. Uma das coisas que ninguém imaginava naquela época era que um dia Eva seria a autora de dezenas de livros cheios de personagens cativantes, jogos de palavras, ilustrações divertidas e muita fantasia.

E de onde vêm tantas histórias? Pergunta difícil até para a própria autora responder: “A gente mesmo que cria não sabe direito. Eu acredito que seja algo que a gente vai construindo aos poucos, internamente, como uma maneira de pensar, de fazer relação entre coisas que não estão relacionadas. É um se abrir para coisas diferentes”.

A exposição Otrapalhaçãa está em sua quarta montagem pelas unidades de Sesc, tendo passado por Catanduva, Araraquara e pelo Sesc Ribeirão Preto, unidade em que o projeto foi idealizado. Lá Eva teve contato pela primeira vez com esta materialização de suas obras, numa experiência definida por ela como uma surpresa estonteante: “Eu não esperava uma coisa deste porte, com tantas instalações, tantos artistas, todo mundo colocando o seu talento somando com as minhas criações e recriando. Eu até pude vislumbrar um pouquinho a dimensão do meu trabalho”.

Na montagem há bonecos, cenários detalhados e vários momentos de interação. Uma história é contada durante o percurso entre os espaços, e quem visita se torna também parte da trama em busca da varinha da Zuzu, com a qual é possível lançar seus próprios feitiços malucos. Nove monitores atuam como guias dos visitantes nesta experiência. Claro que não poderiam faltar os livros para leitura, disponíveis numa floresta genealógica dos personagens, num espaço cheio de ‘almofadas-brigadeiro’ para aproveitar a leitura com conforto e descontração.

A exposição segue em cartaz até o dia 21/6. Visitas de grupos podem ser agendadas pelo email exposicao@taubate.sescsp.org.br ou pelo telefone (12) 3634-4000.

 

o que: Exposição Eva Furnari - Otrapalhaçãa
quando:

De 8/4 a 21/6

onde:

Sesc Taubaté | Avenida Engenheiro Milton de Alvarenga Peixoto, 1264, Esplanada Santa Terezinha | 12 3634-4000

 

Outras programações