Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Stifters Dinge, a peça sem atores da cia Theatre Vidy-Lausanne

Foto: Ewa Herzog
Foto: Ewa Herzog

Uma composição para cinco pianos sem pianista, uma peça sem atores, uma performance sem performers. Integrando a 2ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp), o espetáculo suíço Stifters Dinge inédito no Brasil e dirigido por Heiner Goebbels, será apresentado no Sesc Ipiranga nos dias 10, 11 e 12 de março. O espetáculo não possui atores. No lugar deles, uma instalação sonora e imagética, que mescla artes visuais e música erudita contemporânea. 

Estranho? Difícil de entender? O diretor e criador da obra, o alemão Heiner Goebbels, explica:

"Stifters Dinge é um objeto estranho. Algo entre performance e instalação. A qualquer momento, o público pode se deparar com visões, sinais, sons e imagens que são todas criadas por essa grande máquina. É como um lugar de meditação, onde seu tempo desacelera, mas sua atenção aumenta porque pequenas coisas acontecem, pequenas coisas mecânicas se movem dentro do piano, então, começa a chover em um momento e a água se transforma completamente em outra coisa”.

Klaus Grünberg, responsável pelo design do projeto, falou sobre a concepção da instalação:

“Durante nossa pesquisa, nós procuramos pianos antigos, dos quais poderíamos tirar as peças de verdade, tirar toda a tampa. A partir das peças do piano, procuramos por sons ao redor dela, colocando pequenos motores que agiam contra as cordas, ou ainda contra a moldura, e sempre onde o som era bom, nós colocamos um pequeno motor, uma pequena máquina que se articulava às cordas. O movimento podia ser rápido ou devagar. É como um piano mecânico, mas não está sempre tocando as cordas normalmente. É um jeito completamente diferente de tocar piano."


Heiner Goebbels nasceu na Alemanha, na cidade de Neustadt, em 1952. Radicado em Frankfurt, seu trabalho como diretor e compositor desconstrói convenções do teatro, da música e da ópera. Começou como compositor no Linksradikales Blasorchester, banda politicamente engajada nos anos 1970. Além da participação em grupos como Cassiber (1982–92), Goebbels também trabalhou com músicas para cinema, teatro e balé. Desde o começo de sua carreira, une teatro e música, trabalhando textos de autores como T. S. Eliot, Samuel Beckett e Heiner Müller e músicas de artistas como Prince e Beach Boys. Em 2008, estreou sua primeira ópera, Landschaft mit entfernten Verwandten e, em 2007, criou a instalação Stifters Dinge. Foi indicado ao Grammy Awards em 2001 e 2004.


Acesse a programação que estará em cartaz nas unidades do Sesc.
No site da mostra, saiba mais sobre os outros espetáculos e seus locais de apresentação.

Os ingressos para os espetáculos do MITsp estarão à venda a partir das 14h do dia 5 de fevereiro de 2015.

Outras programações