Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Como recuperar a água?

Bate-papo
Bate-papo "Como Recuperar Água", que ocorreu dia 21/1. Foto: Julia Parpulov

No dia 21 de janeiro aconteceu no Sesc Vila Mariana um bate-papo sobre recuperação e preservação de nascentes e rios em São Paulo.

Muito tem se falado sobre o baixo volume de água nas represas do Estado de São Paulo. O Sistema Cantareira, inaugurado em 1972, e que atualmente atende 8,1 milhões de pessoas, passa pela maior estiagem de sua história. Medidas emergenciais, como a utilização da água inativa, uma reserva técnica chamada "volume morto", causam controvérsias e questionamentos. Dessa forma, a população tem cada vez mais sido compelida não só a cobrar soluções, mas também a participar da discussão para entender os impactos individuais e coletivos do consumo não consciente de água.

Parte desse necessário debate diz respeito à preservação e recuperação das nascentes e rios do Estado. Com participação de dois representantes de diferentes OSCIPs (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e de um Coletivo, o bate-papo "Como Recuperar a Água?" foi mediado por Pedro Barra, da Iniciativa Verde, e discutido por Stela Goldenstein, da Águas Claras do Rio Pinheiros, e Luciana Cury, do Coletivo Ocupe & Abrace.

Na conversa, foram levantadas questões referentes a soluções criativas para a despoluição, recuperação e preservação dos recursos hídricos na cidade, além os impactos dessas ações na preservação da fauna e flora e no bem-estar de seus habitantes.


Luciana Cury à esquerda, Pedro Barra e Stela Goldenstein à direita no bate-papo.
Foto: Julia Parpulov


E o Sesc Vila Mariana nesta causa?

Além dos dois encontros já propostos para debater o assunto da crise hídrica (São Paulo Sem Água?, em novembro de 2014 e Como Recuperar Água?, em janeiro de 2015), dentro do projeto Salve Água a Unidade vem intensificando suas ações de mobilização, medidas educativas e melhorias técnicas que visam a conscientização e o uso racional da água, tais como:

- Substituição dos arejadores das torneiras por arejadores econômicos;
- Substituição das válvulas de descarga por válvulas duo-fluxo;
- Regulagem de tempo e vazão das duchas;
- Mudanças nos procedimentos de limpeza molhada das áreas externas por limpeza a seco;
- Racionalização do uso de água para operação dos sistemas prediais.

Por meio dessas práticas, reduzimos nosso consumo mensal de água em 30% até o início de 2015.

E você, está fazendo a sua parte?

Outras programações