Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

O papel do mediador

Luiz de Abreu, durante a performance
Luiz de Abreu, durante a performance "O Samba do crioulo doido". Foto: Renata D'Almeida

Durante a Itinerância do 18º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Vídeobrasil, aberto à visitação no Sesc Campinas até 5 de outubro, 15 mediadores recebem o público, propondo a abordagem e a reflexão sobre os temas e formatos que constituem a exposição. Saiba como é feito esse trabalho

Entre 29 de julho e 5 de outubro de 2014, o Sesc Campinas recebe a "Itinerância do 18º Festival Internacional de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil”, que enfoca os caminhos apontados pela mais recente mostra Panoramas do Sul, para a produção artística do Sul geopolítico global, a partir da exposição de 14 obras premiadas do universo de mais de uma centena de trabalhos expostos no Festival que aconteceu no fim de 2013 em São Paulo.

Os trabalhos, em sua maioria de videoarte, abordam questões estéticas, políticas, sociais e subjetivas que caracterizam tanto a contemporaneidade de modo mais geral, quanto as tensões específicas do circuito Sul, e demonstram a utilização do vídeo enquanto suporte artístico, a partir de diferentes técnicas e olhares. 

Além das 14 obras premiadas da Mostra de 2013, a exposição disponibiliza a consulta individual e coletiva de mais de 1300 vídeos, reunidos pela Associação Cultural Videobrasil, em seus mais de 30 anos de existência.

Para potencializar o objetivo da parceria entre Sesc São Paulo e Videobrasil em relação à formação de público e à ampliação do circuito da arte contemporânea no Brasil e no exterior, o Sesc Campinas dedica esforços na proposição de um projeto de dinâmica educativa para a recepção de grupos e de público espontâneo.

Quinze profissionais selecionados pelo Sesc Campinas, dentre pesquisadores do audiovisual, artistas/educadores, historiadores e cientistas sociais, produtores culturais e geógrafos, recebem os grupos institucionais e escolares previamente agendados, além do público espontâneo durante todo o funcionamento da exposição, propondo a abordagem e a reflexão sobre os diferentes temas e formatos que perpassam a exposição. A partir do cruzamento entre a livre observação do conteúdo das obras expostas, das constantes pesquisas sobre o acervo disponibilizado na exposição e das questões cotidianas da vida do público frequentador, em seus aspectos locais e globais, realizam-se encontros voltados à produção de sentidos vinculados à contemporaneidade.

Os arte-educadores que atuam na instituição passaram por um período de formação de 44 horas junto à equipe de programação e de ação educativa do Sesc Campinas, da Gerência de Artes Visuais e Tecnologias do Sesc São Paulo e da equipe de curadoria da Associação Cultural Videobrasil, a fim de formular uma estratégia de abordagem das obras e recepção do público, alinhada com a proposta de realização de percursos e atividades na exposição, baseado na sucessiva elaboração e reelaboração de recortes do acervo a partir da troca com o público para a composição de sessões de Mostras montadas a partir da proposta do acervo do Videobrasil.

O vídeo a seguir apresenta, em caráter informal, um olhar sobre o público da Itinerância do 18º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Vídeobrasil, numa perspectiva pessoal dos mediadores. Acompanhe:

Outras programações

Artes Visuais

Ação educativa _ 21º Bienal de Arte Contemporânea Sesc Videobrasil

Ação educativa _ 21º Bienal de Arte Contemporânea Sesc Videobrasil

SESC 24 de Maio

Saiba mais