Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Está passando na sua rua o carro da literatura!

Projeto “No Princípio Era o Verbo”, do Sesc Sorocaba, leva literatura para bairros da cidade por meio do tradicional carro de som
 


Se você mora ou já morou em algum lugar onde o carro do ovo, o carro dos produtos de limpeza ou o carro do ferro velho sempre faz uma visita, sabe como é a sensação de estar em casa e de repente ouvir a voz do locutor anunciando produtos para a vizinhança. Quem nunca saiu correndo para alcançar o carro de som, não é mesmo? Por meio do projeto No Princípio Era o Verbo, do Sesc Sorocaba, moradores da cidade agora podem contar com mais um tipo de carro de som, que não anuncia um produto, mas que leva literatura ao público! Poesias e contos de escritores da região são interpretados pelos atores João Mendes e Dani Silva e declamados pelas ruas de Sorocaba pelo carro de som.  

A iniciativa surgiu do interesse em levar as ações típicas do Sesc para além do meio digital durante o período de pandemia de COVID-19, respeitando as normas de segurança sanitária. “Tínhamos a necessidade de continuar com o nosso trabalho de difusão de artes também fora do on-line. A lembrança do projeto 'Autodrama', realizado há alguns anos pela Cia Erro Grupo, que consistia em circular pelas cidades com um carro de som falando textos de teatro, nos despertou um sentimento por esta mídia tão popular, que povoa o imaginário coletivo das cidades. Então decidimos apostar nessa ideia”, conta Roberto Sgarbiero, programador de atividades do Sesc Sorocaba.  

No mês de fevereiro, os textos que chegaram até os ouvidos dos sorocabanos são de autoria da escritora Fabiana Ferraz, fundadora do Clube de Escrita de Sorocaba. Entre eles, “Suzana”, uma história sobre a paixão platônica de uma mulher por sua colega de transporte público, e o conto de terror “A Mulher e O Vento”, que trata da solidão e da ansiedade da personagem Ana. A ação aproxima público e escritores, como comenta Fabiana: “Participar do projeto foi uma forma de fazer minha escrita sair das redes sociais e chegar até o público que geralmente desconhece o trabalho dos escritores da região”. 

Assista ao vídeo que registra um trechinho dessa programação itinerante:
 

 

Já no mês de abril, o carro de som ecoou as poesias do sorocabano Evandro Aranha nas vozes dos atores Eli André Corrêa e Carmem Machado.  

Autor de “Anatomia Humana”, “Eles Não Sabem de Poesia” e “Amargo do Tédio”, entre outros poemas, Evandro afirmou que o projeto ressalta a relação do público com a arte. “Eu e todos os poetas que me inspiram temos a mentalidade de que, além do povo ir até a arte, é mais que necessário a arte ir até o povo. Por isso o projeto No Princípio Era o Verbo se faz tão importante, e é um privilégio fazer parte disso”.

 

Acompanhe o vídeo com os textos da edição de abril:


  

Mais textos de outros escritores também vão ocupar as ruas de Sorocaba, já que o projeto tem previsão de acontecer por mais alguns meses ao longo de 2021, Então, que tal uma poesia, Dona Maria? Que tal um conto, Seu João? O carro de som, tão parte da nossa cultura, também pode anunciar muita literatura!  

Outras programações

Circo

Prot{agô}nistas - Sorrisos Negros

Prot{agô}nistas - Sorrisos Negros

SESC São José dos Campos

à venda na unidade a partir de
08/12

Saiba mais