Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

O que é: Agroecologia? (Pílulas Solidárias #2)

Por Caio Momesso*

Olhar a relação dos seres humanos com a terra em suas múltiplas interações e dependências. Essa é a principal proposta que o termo agroecologia nos apresenta, convidando para um jeito diferente de pensarmos a natureza. Se tratando da produção de alimentos, a agroecologia pode ser vista como a criação de sistemas ecológicos que multiplicam as espécies em um mesmo ambiente, pujante em biodiversidade e, por isso mesmo, sem dependência de insumos químicos artificiais. Em oposição à monocultura intensiva, entende os diferentes seres e plantas nativas que ali habitam não como ameaças à produtividade, mas como agentes que mantêm a terra viva e saudável.

O termo traz também uma proposta social. Dada a especificidade de cada ambiente para a dinâmica ecológica, tenta resgatar práticas antigas e tradicionais, como as produções indígenas, quilombolas e caipiras, ricas em conhecimentos sobre a terra. Com essa valorização do saber popular, inverte a lógica dominante: de sujeito passivo que recebe instruções, o agricultor passa a ser o protagonista e informante sobre os melhores caminhos da produção agroecológica.

Com isso, podemos dizer que a agroecologia abarca propostas técnica e socioeconômica, mas também vai além. É uma chamada para pensarmos de maneira complexa sobre as relações e o contexto que nos encontramos, colocando em pé de igualdade o ser humano e a natureza em sua abundância: plantas, animais, bactérias, clima e solo. Nas palavras de Ana Maria Primavesi, precursora da agroecologia no Brasil: “Trabalhar ecologicamente significa manejar os recursos naturais respeitando a teia da vida" (Manejo ecológico do solo: a agricultura em regiões tropicais. 2002).

 

Material complementar:

Retomar uma relação sustentável com a natureza, harmonizando os laços sociais e expandindo as possibilidades de produção. A agroecologia nos convida a pensar sobre nossa passagem e convívio por esse mundo. Conheça a história de agricultores de nossa região na série audiovisual Caminhos da Agricultura, produzida pelos Sescs São Caetano e Santo André:

 

 

*Caio Momesso é economista e mestre em Administração Pública e Governo. Trabalhou como agente comunitário de saúde em Campinas e técnico de inclusão produtiva no Programa São Paulo de Braços Abertos. Hoje, atua como pesquisador no CEAPG (FGV-EAESP) e como consultor nas áreas de políticas públicas e desenvolvimento comunitário.

---

Este artigo faz parte do Formações Solidárias, um conjunto de ações realizadas pelo Sesc São Caetano com o intuito de difundir os princípios e conceitos de comércio justo e economia solidária. As ações se iniciaram em outubro com oficinas de comércio justo em plataformas digitais voltadas a produtores e prestadores de serviço. A partir de novembro, artigos sobre os principais temas da economia solidária serão disponibilizados na Conteudoteca do portal do Sesc São Paulo.

Outras programações