Sesc SP

Matérias do mês

Postado em

Quem foi Lina Bo Bardi, a arquiteta responsável pela readequação do Sesc Pompeia?

Além do Sesc Pompeia, Lina assina projetos como MASP, o Solar do Unhão e o Teatro Oficina
Além do Sesc Pompeia, Lina assina projetos como MASP, o Solar do Unhão e o Teatro Oficina

Lina Bo Bardi não nasceu Lina Bo Bardi, nasceu Achilina di Enrico Bo no ano de 1914 em Prati di Castello, na Itália. Formada pelo Liceo Artistico de Roma, graduou-se e começou a atuar como arquiteta. Em 1940, com a ascensão do fascismo e a instabilidade político-econômica em Roma, mudou-se para Milão e enfrentou um período turbulento e de poucos trabalhos.

Ainda na década de 40, em 1946, casou-se com o jornalista Pietro Maria Bardi, com quem se mudou para o Brasil após uma viagem na qual entraram em contato com as vanguardas arquitetônicas. Aqui, foram bem recebidos e iniciaram uma vida e uma carreira efervescentes e que renderiam frutos nas décadas seguintes.

Lina, que logo se naturalizou brasileira, em 1951, assinou alguns dos nossos grandes projetos da segunda metade do século 20, como a Casa de Vidro (1951, residência na qual viveu com Pietro), o MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, o Solar do Unhão, o Sesc Pompeia e o Teatro Oficina Uzyna Uzona, dentre outros.

Em sua arquitetura, conceitos como a democracia dos espaços e a valorização do estado primitivo dos materiais são pulsantes. Mais do que isso: a cada ano morando em nosso país e viajando Brasil afora, Lina incorporou muito da nossa cultura em seu fazer arquitetônico e imprimiu isso em sua obra - caso das esculturas do mandacaru presentes no Conjunto Esportivo do Sesc Pompeia. 

Confira mais detalhes neste vídeo!

--

"Tijolo por Tijolo" é uma websérie do Sesc Pompeia. Semanalmente, no Facebook da unidade (fb.com/sescpompeia)so de urbanização relacionados a ela. Desvende a trajetória do bairro da Pompeia, conheça a fábrica que funcionava no espaço antes de o Sesc ser aberto, descubra como foi a readequação e requalificação da área, entenda como diferentes traços do Brasil estão representados nos cantos da unidade e muito mais! São 15 episódios semanais com conteúdos exclusivos sobre a Cidadela da Liberdade.

Outras programações

Artes Visuais

Políticas do dia a dia: Raça, classe social e gênero na arquitetura

Políticas do dia a dia: Raça, classe social e gênero na arquitetura

SESC 24 de Maio

Saiba mais